quinta-feira, 20 de julho de 2017

PESSOA ENCOSTADA E SANGUESSUGA

Quase todos nós já fomos vitimas de alguém interesseiro. Está ao seu lado apenas para tirar vantagens de tudo o que você pode servir como benefício, seja em conhecimento, bens financeiros e materiais, prestação de serviços, ainda mais se você for um profissional qualificado e bem nomeado. Se você convive com alguém que deixa de lado certos princípios éticos e morais para se beneficiar de algo, então, provavelmente, está lidando com um oportunista que deixa de lado normas e princípios, visando apenas os próprios interesses. Normalmente, a pessoa interesseira se faz de agradável, simpática e descontraída porque precisa fazer esse teatro para se aproximar de pessoas de seu interesse. Não se preocupa com quem estiver no seu caminho, contanto que alcance o seu objetivo. Então, após alcançá-lo, simplesmente joga fora a pessoa que ele usou como se fosse um objeto qualquer. Invejam desde a família de outras pessoas até o trabalho... o casamento, o grau de instrução... pois no seu caso tudo se resume a ser mau caráter, encostado, preguiçoso, farsante e dissimulado... As pessoas interesseiras geralmente são frustradas profissionalmente, economicamente e até sexualmente. Muitas pessoas se comportam como amigos somente por interesse. A relação de exploração se dá primordialmente sob três aspectos: emocional, financeiros e de serviço. 1– vive reclamando que está sem dinheiro; mas não quer trabalhar, é o que chamamos de “encostado”... seus relacionamentos afetivos mesmo mostram que só deseja ter cama, comida e bebida de forma gratuita e fornecida por outras pessoas... 2 – faz joguinhos emocionais pra conseguir o que quer; As motivações são as mais variadas possíveis: puxar o tapete do colega no trabalho, obter um cargo de chefia, seduzir alguém, desfrutar de bens materiais ou do status do outro. 3– é um mentiroso nato; Sempre dispostos a enganar e manipular para obterem todos os tipos de vantagens possíveis, simplesmente esquecem todos os conceitos de dignidade. Mentem sobre sua formação, sua titularidade, sua qualificação... 4– sempre diz que quer alguma coisa, mas que no momento não pode e se faz de triste para impressionar; 5 – nunca tem dinheiro para pagar nada. Sempre inventa uma estória, que esqueceu a carteira, que ainda não recebeu, que está aguardando um dinheiro de um patrocínio, de um convênio, de um trabalho...etc; O uso de desculpas como crise financeira, problemas de saúde, de que foram “enganados” são os mais usuais. 6 – Quando em relacionamentos, vive fazendo a(o) companheira(o) de banco e fiador; 7 – são arrogantes, inconvenientes e tratam mal quem não concorda com sua falsidade; querem sempre ter a ultima palavra... 8– usa a desculpa que precisa de um carro, moto, charrete para trabalhar porque o dele quebrou; mas na realidade se assemelha mais a um gigolô barato ou cafetina, que cobiça o que não lhe pertence com insana avidez... 9 – não são capazes de comprar nem mesmo a própria comida; 10 – são exploradores e esperam qualquer situação para se darem bem; alegam ter interesses parecidos, dizem gostar das mesmas coisas e até mentem sobre determinados fatos para fingir que têm algo em comum... 11- Escolhem sempre os melhores e mais caros lugares, mas nunca tem o dinheiro pra pagar. Estão sempre inventando uma desculpa para não pagar a conta. 12- Essas pessoas são aproveitadoras. Não querem responsabilidades, mas estão abertas à vantagens. à medida que o tempo passa, o sujeito se isola mais, pois as pessoas começam a perceber sua falsidade, são alertados por quem já as conhece e se afastam. Enfim, cada um mostra o que é, com o passar do tempo... as vezes nem demora muito! Continuamos observando...

Nenhum comentário:

Postar um comentário